Destaques

RN tem a menor letalidade por covid desde 2020; vacinação é a principal causa

TSE define tempo de propaganda eleitoral dos partidos

Ufersa suspende atividades presenciais após surto de gripe e covid-19

Em decorrência do aumento de casos de Covid-19 e Gripe, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) decidiu suspender as atividades presenciais durante toda esta semana. Desta forma, a partir desta segunda-feira (24) até a próxima segunda-feira (31), o trabalho será desenvolvido em formato remoto.

Com relação às atividades de pesquisas, a recomendação é para que aconteçam apenas aquelas que necessitem impreterivelmente de forma presencial, como por exemplo, o setor de alimentação dos animais e atendimento interno e urgências do Hospital Veterinário, bem como do atendimento do Ambulatório de Medicina. A instituição de ensino ainda recomenda que o máximo de atividades aconteça de forma remota, evitando, desta forma, o contato de pessoas e a consequente proliferação de contágios.

A decisão foi tomada após a testagem positiva de alguns servidores que estavam no trabalho presencial. A reitora, professora Ludimilla Oliveira, anunciou testagem positiva para a Covid-19 no último sábado, dia 22, tendo que adiar para o dia 5 de fevereiro, viagem internacional para Eslováquia, onde passará férias.

A suspensão não inclui as áreas de manutenção, engenharia, limpeza, vigilância, almoxarifes, recepcionistas, motoristas, tradutor, intérprete de Libras, auxiliar de enfermagem, designer gráfico e técnico em automação.

Postado em 25 de janeiro de 2022

Mais de 680 mil potiguares estão com 3ª dose da vacina contra a Covid atrasada

O Rio Grande do Norte tem 682 mil pessoas com a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 atrasada, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (24) pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Lais/UFRN).

São exatamente 682.899 pessoas que poderiam ter tomado a 3ª dose, mas não compareceram aos postos de saúde para receber a vacina. A maioria está em Natal – onde 188 mil pessoas não deram sequência à imunização.

No grupo dos atrasados para a 3ª dose, estão idosos com mais de 60 anos que receberam a 2ª dose há mais de três meses, adultos com mais de 18 anos que receberam a 2ª dose há mais de quatro meses e imunossuprimidos que tomaram a D2 há mais de 28 dias.

Portal 98 FM

Postado em 25 de janeiro de 2022

Rio Grande do Norte se une com outros estados do Nordeste para fomentar o turismo

Em iniciativa pioneira, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), se une com estados do Nordeste, que estão ligados em apenas 500 quilômetros. Com aeroportos em todos as regiões e estradas que ligam cada localidade, próximas entre si, o turista consegue explorar um roteiro rico, que contempla toda a cadeia do turismo e que reúne as belezas naturais, a gastronomia, os roteiros, a arte e a cultura de cada um, em particular. Para essa iniciativa, as secretarias de cada local se mobilizam para a campanha, e contam com o apoio do Ministério do Turismo.

Para o responsável pela promoção do Rio Grande do Norte, a iniciativa tem um impacto positivo para todos os envolvidos. “Cria-se um novo produto no país, para o público final e para os agentes de viagem, sendo estratégico na promoção e venda em conjunto dos destinos. O turista que decidir realizar uma viagem para o Nordeste poderá escolher entre os quatros estados, pois todos possuem diversidade de atrativos turísticos e culturais, e diversas opções de entretenimento e lazer, além de possuírem fácil conexão por meio de rodovias e linhas aéreas”, afirmou Bruno Reis, diretor-presidente da Emprotur. 

Nesta terça-feira (25) até a sexta-feira, 28 de janeiro, ocorrerá em formato de roadshow o lançamento da campanha nas capitais dos referidos estados com a presença de agentes de viagem e autoridades. Seguindo cronológica de Maceió/AL, Recife/PE, João Pessoa/PB e Natal/RN.  Para mais informações no site do Nordeste Arretado haverá as rotas que podem ser exploradas nesse roteiro, como turismo ecológico, romântico, gastronômico e muito mais. Além disso, quem navegar pelo www.nordestearretado.com.br encontrará roteiros diversificados para explorar as quatro localidades, informações sobre cada destino e dicas para o viajante.

Postado em 25 de janeiro de 2022

Caixa paga Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 6

Programa Auxílio Brasil

A Caixa paga nesta terça-feira (25) o Auxílio Brasil a beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 6. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

Em janeiro, foram incluídas 3 milhões de famílias no programa, aumentando para 17,5 milhões o total atendido. Segundo o Ministério da Cidadania, serão gastos R$ 7,1 bilhões neste mês com o Auxílio Brasil.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Auxílio Gás
O Auxílio Gás também é pago hoje – retroativamente – às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 6. O benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos a cada dois meses. Atualmente, a parcela equivale a R$ 52. Para este ano, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas ou científicas e acadêmicas.

Podem receber o benefício as famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.

*Agência Brasil

Postado em 25 de janeiro de 2022

[VÍDEO] Promotor: “Não podemos ser humilhados. Se a torcida vem para um confronto, PM tem que reagir”

A Polícia Militar não é “onipresente”. Essa foi a afirmação feita pelo promotor de Justiça Luiz Eduardo Marinho, que concedeu entrevista ao Metendo a Colher ontem (24), após um novo episódio de briga de torcidas organizadas registrado no dia do clássico entre ABC e América. Diante disso, o promotor cobrou uma atuação mais efetiva de investigação para que os bandidos sejam efetivamente punidos e não voltem a protagonizar essas imagens de violência. Veja o vídeo acima da entrevista:

“Possivelmente, vou recomendar novamente a suspensão das torcidas. Pelo menos, das organizadas”, afirmou o promotor, reconhecendo, logo em seguida, que a medida “não resolve”. “Só podemos punir a organizada, mas a pessoa fisica só pode ser proibida de entrar no estádio por meio de decisão judicial”, acrescentou, ressaltando que toda e qualquer medida “de força” usada para coibir a violência das torcidas tem “apoio do MP”.

“Se for necessário usar bomba de efeito moral, bala de borracha, ele tem apoio do MP”, antecipou. “Não podemos ser humilhados. Se a torcida vem para um confronto, de forma enérgica, a PM tem que reagir. A resposta tem que ser a altura”, cravou.

Portal 96 FM

Postado em 25 de janeiro de 2022

Passaporte vacinal não é obrigatório em igrejas e templos religiosos do RN, diz governo

Vacina Governo do Rio Grande do Norte explicada nesta última sexta-feira (21), que o novo decreto governamental não inclui a exigência de passaporte para entrada em igrejas e templos religiosos do estado potiguar. 

Em nota oficial, o Estado não afirmou que “decreto de igrejas e templos religiosos não foram tratados no decreto por qualquer atividade oficial, no momento oficial, como aponte de mudança às medidas preconizadas em anteriores”. 

Pelo N° 31, publicado nesta quinta-feira (31), publicado nesta quinta-feira, 31 de dezembro, o acesso em bares, restaurantes e shoppings centers em todo o estado. De acordo com o documento, a comprovação será mantida com condições de funcionamento e em lugares abertos com mais de 10 pessoas. Em caso de estabelecimento aberto com menos de 100 pessoas, não será necessário mostrar que tomou os imunizantes.

A decisão após essas instituições não se estenderá a igrejas e templos religiosos, segundo o governo, veio diálogo com as instituições e entidades que representam atividades, em consideração como estadual do Comitê Científico. Nessa quinta-feira (20), a governadora Fátima Bezerra, se busca com os representantes da Ordem dos Pastores Evangélicos de Natal, que solicitam a manutenção do diálogo à medida que o atual quadro epidemiológico sofra mudanças e novas medidas de necessidade de adoção de medidas mais restritivas.” 

Leia também: Decreto que exige passaporte da vacina entra em vigor no RN; veja medidas

Postado em 24 de janeiro de 2022

Dívidas do Simples pode ser paga ou renegociada até 31 de março

Os negócios de pequeno porte e os microempreendedores individuais (MEI) ganharão mais meses para regularizar os dois débitos com o regime especial de tributação simples para micro e pequenas empresas. O Comitê Gestor do Programa disse no dia (21) para o prazo 31 de janeiro.

A medida tinha sido anunciada na semana passada e foi oficializada hoje. A regularização dos débitos é necessária para os micro e pequenos empresários e os profissionais autônomos continuarem no Simples. Em nota, a Receita Federal, que integra o Comitê Objetivo, informou que a medida tem como objetivo ajudar, a medida pela pandemia de covid-1.

“Neste momento de retomada da economia, a deliberação do Comitê Gestor do Simples Nacional visa propiciar aos contribuintes do Simples Nacional o fortalecimento necessário para que se reestruturem, regularizem suas pendências e retomem o desenvolvimento econômico causado devido à covid-19”, destacou o comunicado.

Apesar da prorrogação para o pagamento ou a renegociação das dívidas, o prazo de adesão ao Simples Nacional continua em 31 de janeiro. Segundo a Receita, esse dado não pode ser prorrogado por estar estabelecido na Lei Complementar3/2006, que criou o regime especial.

Tradicionalmente, quem não pagou os débitos é retirado do Simples Nacional em 1º de janeiro de cada ano. As empresas publicadas simples, no entanto, têm até 31 de janeiro para pedir o regresso às empresas nacionais, desde que regressou as pendências até esses dados.

O processo de regularização deve ser feito pelo meio do Centro Virtual de Atendimento aonte da Receita Federal (e-CAC), requerendo certificado digital ou código de acesso. O devedor pode pagar à vista, abater parte da dívida com créditos tributários (recursos que a empresa tem direito a receber do Fisco) ou parcelar os débitos em até cinco anos com o pagamento de juros e multa.

Histórico
Essa é a segunda medida tomada pelo governo para compensar o veto à lei que cria um programa especial de renegociação para os contribuintes do Simples. No último dia (11), a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional dois programas para renegociar débitos do Simples inscritos na dívida ativa, quando o contribuinte é negativado e passa a ser cobrado na Justiça.

No último dia 7, o presidente Jair Bolsonaro vetou a renegociação de dívidas com o Simples Nacional. Na, ocasionalmente ou pela lei de concessão de medidas de medida de compensação (vazão de presidente de impostos ou corte de gastos) pela lei de concessão de responsabilidade fiscal em uma lei de concessão ou de concessão de vantagens.

O projeto vetado beneficia 16 milhões de micro e pequenas empresas e de microempreendedores individuais. As renegociações da renegociação abrangem um público menor: dívida 1,8 milhões de contribuintes, dos quais 1,64 são micro e pequenas empresas e 160 mil são MEI.

Criado em 20, o Simples Nacional é um regime tributário especial que reúne o pagamento de seis tributos por impostos0, além do Imposto sobre o Imposto sobre Circulação e Serviços (CMS), cobrados estados do Distrito Federal, e do Imposto Sobre Serviços (ISS) , arrecadado pelos municípios. Em vez de pagar por tributo, o micro e um pequeno tratador selecionado, numa única guia, um percentual sobre o faturamento que é repassado para os três níveis de governo. Somente como empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano podem optar pelo regime.

DívidasPagamentodinheiro

Postado em 24 de janeiro de 2022

Em 24 horas, Brasil registra 238 mortes por covid-19

Em 24 horas, o Brasil registrou mais 157.393 casos de covid-19. No acumulador, o país tem 23.909.175 casos de covid-19 desde o início da pandemia.

Ainda há 1.438.072 casos em acompanhamento, de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado.

Os dados compilados pelas secretarias e pelo Ministério da Saúde apontam 622.801 em decorrência de complicações da covid-19. Em 24 horas, foram confirmados 238 mortes.

No total, foram 21.848.302 pessoas recuperadas, o que representa 91,4% dos casos.

Os dados são divulgados no balanço, na noite deste sábado, pelo Ministério da Saúde. A atualização de informações sobre casos e envios enviados pelas secretarias estaduais de Saúde.

Estados
Segundo o balanço do Ministério da Saúde, o estado com maior número de mortes por covid-19 é São Paulo (156.310), seguido por Rio de Janeiro (69.674), Minas Gerais (56.941), Paraná (40.982) e Rio Grande do Sul (36.635).

Os estados com menos óbitos resultantes da pandemia de covid-19 são Acre (1.855), Amapá (2.036), Roraima (2.086), Tocantins (3.983) e Sergipe (6.072).

No caso do Rio Grande do Norte, o estado potiguar contabiliza 7.635 mortes pela covid-19 e 403.321 casos da doença desde o início da pandemia. 

Postado em 24 de janeiro de 2022

Lula defende união com Alckmin e diz que PSDB de Doria não é o de FHC e Serra

O ex-presidente Lula (PT) defendeu nesta quarta-feira (19) a união com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) em torno de sua candidatura —sendo vice em sua chapa, ou não.

O petista afirmou ainda que o PSDB de João Doria não é o mesmo do que o que abrigou figuras importantes da sigla, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador José Serra e o ex-governador Mario Covas.

“Da minha parte não existe nenhum problema de fazer aliança com Alckmin e ter ele de vice. Nós vamos construir um programa de interesse para a sociedade brasileira. Não abro mão de que a prioridade é o povo brasileiro. Espero que o Alckmin esteja junto, sendo vice ou não sendo vice, porque me parece que ele se definiu em fazer uma oposição não apenas ao Bolsonaro, mas ao ‘dorismo’ aqui em São Paulo”, afirmou Lula em encontro com jornalistas.

“É importante lembrar que o PSDB do Doria não é o PSDB social-democrata do Mario Covas, do Fernando Henrique Cardoso e do José Serra criado no período da Constituinte, no tempo do Franco Montoro”, seguiu o petista.

O ex-presidente insistiu que, apesar de divergências com Alckmin, elas não impedem uma possível aliança. “Temos divergências? Temos. Por isso pertencemos a partidos diferentes. Temos visões de mundo diferentes? Temos. Mas isso não impede, se for necessário, construir a possibilidade de colocar as divergências em um lado e as convergências em outro. Não terei nenhum problema em fazer chapa com Alckmin para ganhar as eleições”, continuou.

Participaram do encontro, que teve transmissão pelas redes sociais, jornalistas dos sites Brasil 247, Revista Fórum, DCM, Jornal GGN, Blog da Cidadania, Tutaméia, Jornalistas Livres e Rede Brasil Atual.

Como a Folha mostrou nesta semana, aliados do ex-presidente Lula e do ex-governador Geraldo Alckmin avaliam que a construção da chapa conjunta está pavimentada e que a união demonstrou resistir a desafios de ordem programática e partidária.

A leitura de quem acompanha as conversas entre Lula e Alckmin é a de que ambos querem fazer a chapa acontecer e, para isso, estão dispostos a superar diferenças —a união pode ser anunciada em fevereiro.

“Vocês perceberam que só eu e o Alckmin não estamos falando sobre o assunto. Todo santo dia alguém fala sobre isso, mas você não vê uma fala minha ou dele sobre isso. Por uma razão simples: o Alckmin saiu do PSDB e não definiu para qual partido vai. E eu não defini minha candidatura. Então não pode ter candidato nem vice”, afirmou Lula, que lidera a corrida eleitoral.

“Precisamos construir uma força política capaz de dar sustentação às mudanças que precisamos fazer. Tenho certeza que qualquer pessoa que vier a ser vice vai contribuir para que a gente faça isso. Não vou escolher um vice para ele ser contra.”

​O petista disse ainda que tem “conversado muito” com o PSD, de Gilberto Kassab. “É bem possível que a gente possa construir alguma coisa junto. Também com o Paulinho [da Força], do Solidariedade”, continuou o petista.

Lula também citou questões que têm sido colocadas como entraves na viabilização de uma possível federação com o PSB e afirmou que o PT mantém íntegra sua afinidade com o partido. Disse ainda que possíveis candidaturas ao governo do estado de Humberto Costa, em Pernambuco, e Fabiano Contarato, no Espírito Santo, dependem do andamento das conversas com a sigla.

“Se o PSB definir a candidatura, o Humberto Costa está fora. Nós não temos candidaturas no Espírito Santo. Quando Contarato quis entrar no PT para ser candidato, foi dito a ele que estávamos fazendo conversas com o PSB. Se ele vai ser ou não candidato, vai depender da relação com o PSB. Se a gente estiver reunido direitinho com o PSB, ele não será candidato”, reiterou.

Ele também defendeu a candidatura do deputado Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio de Janeiro e celebrou o cenário em São Paulo, com Fernando Haddad. “O PSB diz que tem o Márcio França. Em algum momento se faz uma avaliação para ver quem tem mais chances. Se for o Márcio França, vamos discutir com ele. Mas eu acho, com toda modéstia, que o PT nunca esteve tão próximo de ganhar o governo do estado, como está agora.”

Já no Rio Grande do Sul, Lula disse que é possível fazer uma pesquisa com os candidatos do PT e do PSB para identificar qual deles tem mais possibilidade de vencer as eleições e indicar para concorrer ao cargo. “O PT não está fechado com as suas candidaturas. O PT tem interesse que o PSB tenha direitos. Precisa apenas a gente afinar a viola.”

Também na conversa com os jornalistas, o ex-presidente afirmou que a desigualdade social deve ser colocada como prioridade do governo federal, e não o teto de gastos. O petista disse ainda que é preciso colocar em segundo plano o “compromisso fiscalista” do governo de Jair Bolsonaro (PL).

Ele também afirmou que para solucionar problemas no país é preciso, em primeiro lugar, “colocar o pobre no orçamento e, em segundo lugar, colocar o rico no Imposto de Renda”.

Lula disse ainda que a decisão de concorrer à Presidência só tem sentido se “tiver um compromisso de fé”. “Não posso querer ser presidente para resolver o problema do sistema financeiro, o problema dos empresários, o problema daqueles que ficaram mais ricos na pandemia. Só tem uma razão de eu ser candidato a presidente da República: é para tentar provar que esse povo pode voltar a ser feliz”, disse.

O ex-presidente também voltou a declarar que os resultados das eleições deverão ser respeitados por todos, em recado ao presidente Jair Bolsonaro (PL). “Não quero ser um candidato do PT, o PT é o meu partido, mas quero ser de um movimento que esteja disposto a resgatar a dignidade do nosso povo e o direito de ele ser feliz. Esse movimento que vai restabelecer a democracia e que vai dar um golpe de urna no Bolsonaro. Essa história de que não vai aceitar, vai ter Capitólio… Ele pode até sair pelas portas dos fundos, mas quem ganhar vai tomar posse e vai presidir esse país”, disse Lula.

Ele também atacou o ex-ministro Sergio Moro (Podemos). “Em vida, consegui desmontar o canalha que foi o Moro no julgamento dos meus processos, o [Deltan] Dallagnol, as fake news. Consegui provar que a quadrilha eram eles”, disse.

Folhapress

Postado em 24 de janeiro de 2022

Sem ganhadores, Mega Sena acumula

Ninguém acertou os seis números do concurso 2446 da Mega Sena, sorteados neste sábado (22). Com isso, o prêmio ficou acumulado em R$ 21,96 milhões, e a previsão da Caixa é de que o próximo concurso, dia 25, pague R$ 28,5 milhões.

Os números sorteados foram 1; 13; 27; 41; 51; 58. De acordo com a Caixa, 74 apostas acertaram cinco dos seis números sorteados. O prêmio a cada um deles ficou em R$ 41,3 mil. Já recebeu como 4.344 apostas que acertaram quatro números recebidos de R$ 1.005.

A arrecadação total do concurso ficou em pouco mais de R$ 53 milhões – dinheiro que têm, como destino, além do pagamento do prêmio bruto (43,35%), a segurança social (17,32%); (como o da Cultura, o Penitenciário Nacional e o de Segurança Pública), comitês diversos fundos, confederações e clubes esportivos.

As apostas para o próximo concurso podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do próximo sorteio (25), em qualquer loteérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal. Uma aposta simples, com seis custos, custa R$ 4,50.

Postado em 24 de janeiro de 2022